• 17 de July de 2024

Freguesia de Alvarães

Freguesia de Alvarães podresoStnm1117fih33abg8  ms2e3ead2u3t2ruee0go6l19 2 dt00m0h  ·  Alvarães Viana do CasteloUm lugar de partida: São Miguel de Alvarães Parte destacada do mapa de Entre Douto e Minho do século XVIII e região onde se …

Borís Komissárov

Morre Borís Komissárov, renomado brasilianista russo HISTÓRIA 20 DE OUTUBRO DE 2021 MARIA AZÁLINA Borís Komissárov (1939-2021).YouTube / anthrotube Siga o Russia Beyond no Facebook Pesquisador foi responsável por recuperar e divulgar …

Estação Ecológica Rio da Casca

As Unidades de Conservação são de extrema importância para a preservação da biodiversidade e dos recursos naturais, garantindo que as gerações futuras possam desfrutar desses recursos. Além disso, as Unidades de …

Vídeos mostram tromba d’água atingindo Cachoeira da Martinha

Defesa Civil de Chapada foi acionada para avaliar riscos; não há informações sobre vítimas

Reprodução

Vídeos mostram grande volume de água no Rio da CascaCAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Vídeos que circulam nas redes sociais nesta quinta-feira (23) mostram uma grande tromba d’água que atingiu o Rio da Casca, na altura da Cachoeira da Martinha, um dos pontos turísticos mais visitados de Chapada dos Guimarães (62 km de Cuiabá).

Em uma das imagens, um homem mostra a corredeira formada no rio em razão da chuva intensa que atingiu a região.

“Cachoeira da Martinha amanheceu desse jeito. Rio da Casca, árvore revirada. Muita chuva, muita água. Olha a corredeira. O pessoal que tem costume de ver o Rio da Casca todos os dias, olha como amanheceu. Olha a força da água. Isso é uma coisa que impressiona”, descreve a pessoa.

Segundo o homem, nos últimos anos os moradores nunca haviam presenciado um volume tão grande de água no local.

Em outro vídeo, uma mulher aparece às margens da MT-251, no trecho entre Chapada e Campo Verde (140 km da Capital).

“Ate encostei o carro pra ver isso, pra filmar o Rio da Casca. Eu nunca vi isso. Minha Nossa Senhora, ai que medo”, narra a mulher.

Defesa Civil avalia

Em outro vídeo divulgado nas redes sociais, um representante da Defesa Civil de Chapada dos Guimarães confirmou que parte de um barranco às margens da cachoeira acabou cedendo em razão do volume de água.

“Viemos aqui, junto com a secretaria de Obras do Município, para avaliar os danos da ponte. Olha como está cheio o rio. Nunca vi, há 22 anos aqui em Chapada, essa quantidade de água”, disse Robson Luiz Barbosa.

“Rompeu uma parte do barranco, mas a ponte, aparentemente, está intacta. Agora quem vai avaliar é o engenheiro da secretaria de Infraestrutura do Estado. Ele é que farão esse levantamento”, acrescentou.

Não há informações sobre vítimas.

Em nota, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) informou que uma equipe de engenheiros já foi enviada ao local na tarde desta quinta para avaliar a estrutura e definir as medidas cabíveis.

“A medida visa garantir a segurança de quem trafega pelo local”, informou a pasta.

Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *